Guia completo sobre estudos e aulas para concurso público!

Diversas carreiras públicas, como a carreira de Engenheiro na Marinha, são o sonho de muitas pessoas e, por essa razão, exigem muito preparo por parte do candidato para que seja possível ser aprovado no certame. Nesse momento, é comum ter dúvidas sobre aulas para concurso público, como montar ciclo de estudos, entre outras questões.

A melhor maneira de obter a sonhada aprovação é, sem dúvidas, entendendo todos os detalhes sobre os concursos públicos. Por essa razão, montamos este post com orientações para aqueles que pretendem iniciar ou aprimorar a trajetória de estudos.

Assim, se você deseja conhecer todos os detalhes sobre estudos e aulas para concurso público, acompanhe este guia que vamos apresentar todos os detalhes. Continue a leitura e confira!

Como saber meu perfil de estudo para concurso público?

Existem diferentes perfis de estudo e adotar a melhor forma de estudo para seu perfil é muito importante, pois, dessa maneira, é possível montar um planejamento completo de estudos voltado para as suas necessidades.

Isso ocorre porque têm pessoas que têm memória mais visual, por exemplo, e se lembram de imagens com detalhes, enquanto outras contam com memória auditiva, entre outras características, ou seja, cada estudante conta com um perfil distinto de estudo.

A fim de facilitar o aprendizado, o ideal é ajustar as suas aulas para concurso público e o seu método de estudo de acordo com as suas características e reconhecer qual é o seu perfil deve ser o primeiro passo para melhorar o desempenho.

Pensando em ajudar você a adequar os seus estudos a um bom método para as suas necessidades, apresentaremos, a seguir, alguns perfis de estudo para concursos públicos para que você analise e descubra qual é o seu. Veja!

Auditivos

Os concurseiros que têm perfil auditivo, em geral, precisam de silêncio para que seja possível se concentrar nos estudos, assim, para essas pessoas, o ideal é contar com um ambiente sem interferência de barulhos, tranquilo e, de preferência, sem pessoas que entram e saem do local com frequência.

Além disso, para auxiliar uma pessoa que tem perfil auditivo no momento em que for revisar matérias para concurso público e memorizar dos conteúdos, o recomendado é que ela fale em voz alta a matéria que foi estudada, repetindo o processo quantas vezes for necessário, até a assimilação das disciplinas.

Atualmente, em razão da evolução da tecnologia, existem diversos métodos de estudo que auxiliam aqueles que são do perfil auditivo, como escutando videoaulas e ouvindo livros em áudio ou podcasts.

Visuais

Os concurseiros que contam com perfil visual, em geral, tem grande facilidade para memorizar os conteúdos. Como as pessoas que contam com esse perfil têm memória fotográfica, a melhor maneira de estudar é por meio de livros, textos, slides, gráficos, imagens, entre outras alternativas.

Assistir a videoaulas também é um excelente método para as pessoas que tem esse perfil, afinal, elas têm grande capacidade para memorizar as anotações em lousa e os slides que são passados durante as aulas, por exemplo.

Da mesma forma que ocorre com os indivíduos do perfil auditivo, aqueles que são visuais, em geral, também apreciam um ambiente repleto de paz e tranquilidade. Assim, a melhor alternativa é optar por um espaço como biblioteca, escritório ou um quarto silencioso.

O ideal é que as pessoas desse perfil produzam resumos, textos, fichamentos e cartazes a fim de facilitar a memorização. Além disso, a utilização de mapas mentais costuma ser especialmente útil para o concurseiro com esse perfil.

Cinestésicos

Para o grupo de cinestésicos, somente ler ou ouvir o conteúdo não costuma ser o bastante. Para as pessoas com esse perfil o ideal é entrar diretamente em contato com o que é estudado, de preferência, na prática.

Em geral, os cinestésicos contam com muita energia e se movimentam constantemente e, portanto, o ideal para esse grupo é transformar a teoria em algo real.

Para que os concurseiros com esse perfil tenham um bom desenvolvimento a melhor alternativa é, de fato, colocar a mão na massa, realizando atividades, experimentos e experiências práticas, por exemplo, para que seja possível associar movimentos a conceitos.

Melhor técnica de estudo de acordo com o perfil

A melhor técnica de estudos para aqueles que têm perfil auditivo é dar preferência para os conteúdos que estão em formato de áudio, como os vídeos (desde que o estudante se encontre mais no áudio) e os podcasts.

Já aqueles que são do tipo visual, devem optar por imagens, textos, tabelas, gráficos e, especialmente, vídeos com ênfase nas imagens — o ideal é utilizar o máximo de recursos possíveis.

Por fim, os que são cinestésicos devem utilizar situações práticas para o aprendizado e, portanto, mexer-se, literalmente, é a melhor alternativa.

Existem, ainda, pessoas que conseguem ter mais de um perfil ao mesmo tempo (inclusive as três de maneira simultânea) e, nesse caso, o ideal é estimular habilidades específicas.

Para descobrir qual é, de fato, o seu perfil, é preciso praticar o estudo de todas as maneiras até encontrar aquele que apresenta os melhores resultados para você.

Como sei que escolhi o concurso público certo para mim?

É sabido que muitas pessoas desejam passar em concursos públicos, contudo, é comum encontrar aqueles que têm dúvidas, medos e indecisões demais para conseguir focar em determinada carreira.

Muitos indivíduos nem sequer sabem para qual certame pretendem estudar, o que é um grande erro, pois sem um foco dificilmente é possível obter a sonhada aprovação. Assim, antes de qualquer outra decisão, o primeiro questionamento deve ser: qual é o concurso ideal para mim?

Remuneração

Para responder a essa pergunta, é preciso levar alguns pontos em consideração. Um ponto relevante diz respeito ao dinheiro, pois é comum encontrar concurseiros que almejam determinada carreira somente em razão da remuneração do cargo.

Pensar somente no valor do salário no momento em que for escolher uma carreira não é uma boa estratégia, pois como se trata de um emprego que, em geral, você exercerá diariamente por muitos anos, é preciso levar muitos outros pontos em consideração, como a rotina de trabalho, as horas de serviço e, especialmente, o trabalho em si.

Interesses pessoais e objetivos

Assim, a primeira coisa que deve ser considerada para saber se o concurso público escolhido é o certo deve ser considerar os seus interesses pessoais e o seu objetivo com o cargo, como estabilidade, trabalho, status, entre outros.

Atividade exercida no cargo

Outro ponto relevante e que muitas pessoas se esquecem de considerar é a atividade que vai ser exercida após a aprovação no certame, afinal, o concurso público não termina após a prova.

Ninguém deseja depois de uma trajetória de planejamento, estudo e dedicação se frustrar com a atividade exercida no dia a dia da profissão, portanto, é fundamental analisar, antes do certame, as características e as atividades inerentes ao cargo para decidir se você realmente deseja ingressar na carreira.

Realizar uma escolha consciente e optar com uma carreira com que você, de fato, se identifica é muito importante e aumentam as suas chances de atingir o seu objetivo, pois um cargo compatível como o seu perfil, em geral, deixa o concurseiro mais motivado para enfrentar dias de estudos e, ainda, evita frustrações após a nomeação e o ingresso no cargo.

O que fazer para começar a estudar para o concurso?

Sabemos que muitas vezes não é fácil conciliar vida social e estudos e, por essa razão, muitas pessoas nem sequer sabem como dar início aos estudos para concurso. Além disso, muito outros indivíduos ainda precisam trabalhar, além de estudar, o que pode ser ainda mais complicado.

Assim, para que seja possível dar conta de todas as atividades e afazeres do dia a dia, é fundamental contar com uma boa gestão de tempo. Confira algumas dicas que devem auxiliá-lo a começar o estudo para concursos públicos de maneira eficaz!

Elimine distrações

O primeiro passo para dar início aos estudos, manter o foco e cumprir com os prazos deve ser eliminar todas as distrações presentes no período que for dedicado aos estudos, afinal, itens como celular, televisão e internet podem ser verdadeiros inimigos da produtividade.

Isso ocorre porque os itens que citamos são estímulos chamativos e que desviam o foco do concurseiro e atrapalham a sua disciplina no cumprimento do cronograma de estudos.

Assim, para evitar essa situação, o ideal é programar algumas pausas especialmente para esse fim. A cada 2 horas, por exemplo, o estudante pode se permitir um curto período de descanso para checar as redes sociais.

Aumente a produtividade

Não conseguir estudar todo o conteúdo que precisava dentro do tempo planejado é um problema que pode ocorrer com frequência entre os concurseiros, uma vez que é normal que determinada disciplina não prenda a sua atenção da maneira esperada.

Para evitar situações como essa e aumentar a produtividade o estudante pode adotar diversas técnicas de estudo, como o método pomodoro, que consiste em intercalar períodos de estudo com momentos de descanso — para cada período de 25 minutos de estudos é possível fazer pausas de 5 minutos, repetindo o processo sucessivamente. Após 4 pomodoros (ou seja, 2 horas de estudo) o estudante pode fazer uma pausa de 30 minutos.

Essa técnica é capaz de ajudar nos estudos, pois é comprovado que o cérebro necessita de descanso para conseguir assimilar todo o conteúdo, por isso fazer pausas programas é fundamental para o aumento da produtividade.

Use a tecnologia como aliada

Atualmente, vivemos na era da tecnologia e não é possível ignorar esse fato nem mesmo no momento de estudar para concursos, afinal, as tecnologias digitais auxiliam a nossa vida em diversos aspectos e o mesmo ocorre durante os estudos.

É possível utilizar tecnologias como a nuvem para acessar o material de estudo de qualquer lugar e, ainda, para fazer backup, por exemplo, pois diferente de um caderno, que se for esquecido em algum local o estudante perde todas as suas anotações, a nuvem faz com que o conteúdo não seja perdido.

Contudo, o maior benefício da tecnologia para os estudos é, sem dúvidas, a possibilidade de estudar de maneira eficaz, utilizando matérias de qualidade como videoaulas, sem ser preciso sair de casa, uma vez que os cursos preparatórios online exigem que o estudante tenha apenas uma maneira de acessar a internet.

Por que eu preciso de um curso preparatório?

Os cursos preparatórios, em geral, são muito eficazes, pois é comum que os concurseiros não saibam o que estudar para concurso público e, nesse momento, uma equipe especializada é capaz de auxiliar muito.

Apesar de ser possível estudar sozinho, a preparação autodidata pode contar com deficiências que um curso preparatório — que conta com profissionais especializados em determinado tipo de prova e têm materiais personalizados para o certame — não tem.

Isso ocorre porque em cursos preparatórios para concurso público o aluno tem acesso a videoaulas elaboradas por professores com experiência, questões, apostilas, entre outros materiais completamente direcionados para o cargo almejado.

Além disso, atualmente, muitos cursos preparatórios são oferecidos de maneira online, modalidade que conta vantagens, pois otimiza ainda mais o tempo de estudo.

Uma das maiores vantagens de fazer um curso preparatório online é flexibilidade de acessar os materiais nos momentos em o estudante que achar conveniente e a possibilidade de estudar em qualquer horário, pois, ao contrário do que ocorre em um curso presencial que conta com horário de entrada e saída, em um curso online o aluno consegue adaptar os estudos aos seus períodos livres, da maneira que julgar mais conveniente.

Além disso, nessa modalidade de ensino é possível estudar de acordo com o seu entendimento da matéria, sem precisar acompanhar o ritmo dos colegas de classe e sem perder tempo com deslocamento — o tempo que seria gasto pelo estudante apenas no transporte para chegar a escola, por exemplo, pode ser usado para efetivamente estudar.

No entanto, para usufruir de todos esses benefícios é fundamental optar por um curso preparatório de qualidade e, para tanto, o aluno deve verificar fatores como atualização de conteúdos, didática das aulas e funcionalidades da plataforma — o Engemarinha, por exemplo, conta com cursos que já ajudaram a aprovar dezenas de engenheiros e ingressar na Marinha do Brasil.

Agora que você já conhece tudo sobre estudos e aulas para concurso público, não perca tempo e inicie a sua preparação o quanto antes, pois somente com o preparo adequado é possível alcançar o cargo dos sonhos!

Se esse post foi útil e você quer mais dicas de preparação para concursos públicos, siga as nossas páginas nas redes sociais — Instagram, YouTube para Engenheiros e YouTube para outras áreas — e tenha acesso a mais conteúdos como este!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha suas informações de contato e redirecionaremos você para o nosso melhor atendimento.