Concurso Desenho Industrial: saiba como entrar na Marinha!

Quer mais estabilidade financeira e um emprego garantido? Está pensando em fazer um concurso em desenho industrial? Fique sabendo que há instituições com cargo em sua profissão. 

A carreira pública atrai pessoas devido à estabilidade, a salários, à carga horária flexível e aos benefícios. Os interessados focam os estudos com a meta da aprovação. Embora sejam muito concorridos, há concurseiros que passam anos tentando. E então, vamos conhecer os órgãos que abrem concurso para sua área? Acompanhe a leitura!

Veja qual é o concurso em desenho industrial 

Comece o segundo semestre se preparando para prestar um concurso público. Procure os certames para desenho industrial nas instituições:

  • Ministério Público do Estado de Minas Gerais; 
  • ECT – Correios; 
  • Inmetro; 
  • Sabesp; 
  • Marinha do Brasil, entre outras. 

A Marinha realiza um concurso público todo ano para que os interessados ingressem nos cursos de formação de soldados e oficiais, dos quadros complementares, Corpo Auxiliar de Praças, quadro técnico de Praças da Armada, técnico do Corpo Auxiliar, Corpo de Saúde da Marinha e Corpo de Engenheiros. Inclusive, no mês de novembro de 2019, haverá mais um edital aberto. 

Saiba as principais características do concurso 

O concurso da Marinha do Brasil é realizado em fases, que são a prova escrita e discursiva, a conferência dos dados biográficos, o exame de saúde, o psicológico, o teste de resistência física, a prova de títulos, a investigação de documentos e o período de adaptação. 

Quem alcançar um bom resultado na prova entrará na etapa de averiguação de antecedentes de conduta e de documentos. Os classificados vão para os exames de saúde para saber suas condições e verificar a capacidade de exercer as atividades. Haverá, então, três eliminatórias. 

Os aprovados que forem classificados dentro do número de vagas serão convocados para fazerem a matrícula no curso de formação de oficiaisJá aqueles aprovados que não conseguiram ingressar ficarão no cadastro reserva e, caso haja alguma desistência ou exclusão de participantes, serão chamados. 

Valores da inscrição e salários 

No concurso aberto em 2018, para o cargo de desenho industrial, a taxa de inscrição custou R$ 127, e o salário básico ofertado foi, durante o curso de formação, para os iniciantes, de R$ 6.625. Após sua formação e já ocupando o posto de segundo-tenente, o valor sobe para R$ 7.490. Depois de um ano, se for promovido a primeiro-tenente, o soldo passa a ser de R$ 8.245, todos com adicionais.

Número de questões e o que estudar 

A prova objetiva teve 50 questões, sendo 25 para português e 25 direcionadas à formação militar-naval. Na prova de português, o edital solicitou gramática; compreensão e interpretação de texto com leitura e análise de textos; informações implícitas e explícitas; os fatores determinantes da textualidade, que são coesão, coerência, intencionalidade, aceitabilidade, situacionalidade, informatividade e intertextualidade; redação, entre outros. 

Já na avaliação de formação militar-naval, as perguntas foram acerca da organização básica da Marinha, das tradições navais, das relações humanas e de liderança e da história naval. 

Vagas disponíveis 

Também com base no último concurso, foram abertas 234 vagas para a área técnica, em que se encaixa o profissional de desenho industrial, com lotação no Rio de Janeiro. 

Tendo essas informações, já fica mais fácil se preparar para o concurso em desenho industrial da Marinha do Brasil, que abrirá inscrições em novembro. Então, fique atento! Crie uma rotina de estudos em um horário que seja tranquilo e de modo que você consiga absorver o conhecimento. 

Este post foi útil? Para estar sempre atualizado sobre os concursos da Marinha, assine a nossa newsletter. Assim, você não perderá nenhuma informação importante. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha suas informações de contato e redirecionaremos você para o nosso melhor atendimento.