Saiba tudo sobre o Concurso da Marinha 2020

O concurso Marinha 2020 atraiu muitos candidatos, inclusive, os Engenheiros, uma vez que esses profissionais sonham em ingressar no CP-CEM — Corpo de Engenheiros da Marinha.

Se você se interessou por alguma das vagas que vão ser disponibilizadas pela Marinha e tem interesse em ingressar no cargo, deve buscar conhecer o edital e as últimas informações sobre o certame para conhecer os detalhes sobre a prova.

Dessa maneira, pensando em ajudá-lo, separamos para você as principais notícias sobre o concurso Marinha 2020. Continue a leitura para conferir todos os detalhes!

Quais são as principais vagas para o concurso Marinha 2020?

Atualmente, existem diferentes editais vigentes para o concurso Marinha 2020, o que, sem dúvidas, proporciona diferentes oportunidades para aqueles que pretendem seguir carreira militar. Os seguintes editais, por exemplo, estão abertos:

  • Concurso Público para Ingresso no Corpo de Engenheiros da Marinha (CP-CEM);
  • Concurso Público de Admissão no Colégio Naval (CPACN);
  • Concurso Público para Ingresso no Corpo de Saúde da Marinha (CP-CSM-CD);
  • Concurso Público para Ingresso no Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha (CP-T);
  • Concurso Público para Ingresso no Quadro de Capelães Navais do Corpo Auxiliar da Marinha (CP-CapNav);
  • Concurso Público para Ingresso No Corpo de Saúde da Marinha – Quadro de Médico (CP-CSM-Md);
  • Concurso Público para Ingresso nos Quadros Complementares de Oficiais da Marinha (CP-QC-CA/FN/IM);
  • Concurso Público para Ingresso no Corpo de Saúde da Marinha – Quadro de Apoio à Saúde (CP-CSM-S).

Quais são as principais atualizações sobre o CP-CEM 2020?

Entre os concursos públicos para ingresso na Marinha que apresentamos, um dos mais atraem candidatos é o do CP-CEM, que teve o seu edital divulgado em 08/01/2020 e tem objetivo de fazer com que Engenheiros ingressem no órgão e, por essa razão, vamos apresentar os detalhes sobre esse certame.

Número de vagas

Para que seja possível fazer parte do Corpo de Engenheiros da Marinha, é preciso contar com uma graduação de nível superior em determinadas áreas, sendo que cada área conta com uma quantidade específica de vagas. São elas:

  • Arquitetura e Urbanismo (1 vaga);
  • Engenharia Cartográfica (1 vaga);
  • Engenharia Civil (2 vagas);
  • Engenharia de Materiais (1 vaga);
  • Engenharia de Produção (1 vaga);
  • Engenharia de Sistemas de Computação (1 vaga);
  • Engenharia de Telecomunicações (2 vagas);
  • Engenharia Elétrica (4 vagas);
  • Engenharia Eletrônica (3 vagas);
  • Engenharia Mecânica (4 vagas);
  • Engenharia Naval (3 vagas);
  • Engenharia Nuclear (1 vaga);
  • Engenharia Química (1 vaga).

Dessa maneira, no total, 25 vagas serão disponibilizadas para o ingresso no CP-CEM da Marinha em 2020.

Condições para a inscrição

Além de formação de nível superior em uma das áreas que apresentamos, o candidato que pretende ingressar como Engenheiro da Marinha ainda deve cumprir com outros requisitos para a sua inscrição, como:

  • ser brasileiro nato;
  • ter menos de 36 anos de idade em 1º de janeiro de 2021;
  • contar com idoneidade moral — fator que deve ser averiguado na Verificação de Dados Biográficos (VDB);
  • estar em dia com as obrigações eleitorais e militares;
  • não ser réu em uma ação penal;
  • contar com registro no órgão fiscalizador de sua profissão;
  • ter altura mínima de 1,54 m e máxima de 2 m.

Fases do certame

O certame do CP-CEM deve ser realizado em duas fases, sendo que, na primeira delas, há a aplicação de uma Prova Escrita Objetiva de Conhecimentos Profissionais (PO) com 20 questões e uma Redação e, nessa etapa, o candidato conta com 4 horas para resolvê-la.

Já na segunda fase, há uma Prova Escrita Discursiva de Conhecimentos Profissionais (PD) e uma Tradução de Texto e, nessa etapa, o candidato pode resolver o seu exame em até 5 horas.

É válido ressaltar, ainda, que todos os candidatos que fizerem a sua inscrição no certame podem realizar a prova da primeira fase. Contudo, a segunda etapa só pode ser realizada por aqueles que obtiverem as maiores notas no PO, até o limite do número correspondente a 10 (dez) vezes o número de vagas previstas.

Além disso, o certame conta, ainda, com 6 eventos complementares. São eles:

  • inspeção de saúde;
  • teste de aptidão física;
  • verificação de dados biográficos;
  • prova de títulos;
  • verificação de documentos;
  • avaliação psicológica.

Matérias que caem no concurso

A prova escrito-objetiva, ou seja, a que é aplicada na primeira etapa do concurso, é um exame comum a todas as profissões da área da Engenharia — tendo como exceção Arquitetura e Urbanismo. Nessa etapa, há uma avaliação de Matemática em que as seguintes matérias podem ser cobradas:

  • cálculo diferencial e integral básicos;
  • equações diferenciais ordinárias;
  • cálculo vetorial e a integração múltipla;
  • séries e sequências;
  • equações diferenciais parciais;
  • álgebra linear;
  • cálculo numérico;
  • probabilidade e estatística.

Há, ainda, uma parte do exame que conta com questões de Física e, nesse caso, as seguintes disciplinas constam no edital:

  • estática;
  • dinâmica da partícula;
  • dinâmica de sistemas termofluidos;
  • eletricidade e eletromagnetismo.

Já na segunda etapa do certame, quando há a aplicação da prova discursiva, as disciplinas cobradas levam em consideração matérias específicas de cada área da Engenharia.

Qual é o salário de um Engenheiro da Marinha?

Aqueles que obtêm aprovação no concurso público e ingressam no CP-CEM da Marinha precisam realizar o Curso de Formação de Oficiais. Após essa etapa, eles se formam e se tornam oficiais da Marinha do Brasil.

Nessa etapa, eles são nomeados como primeiro-tenente e já passam a receber uma remuneração que corresponde a mais de R$ 8.000,00, além de outros adicionais, como o militar de 19% e o de habilitação (16%).

Além disso, outros benefícios, como alimentação, instalações sócio-recreativas, alojamento, auxílio-fardamento e assistência médico-odontológica, também fazem parte do rol do Engenheiro da Marinha.

É importante ressaltar, ainda, que mais um benefício proporcionado aos militares da Marinha é o direito à aposentadoria integral. Assim, mesmo depois de inativos, eles continuam recebendo o seu salário integral, sem nenhum tipo de limitação relacionada ao teto da previdência social.

Agora que você já conhece todos os detalhes sobre o concurso Marinha 2020, especialmente sobre o CP-CEM e sabe, até mesmo, alguns de seus benefícios, como as boas remunerações, deve ter percebido que todo o esforço para o ingresso no cargo vale a pena.

Na etapa de estudos, contar com o apoio de um bom curso online é fundamental para obter a sonhada aprovação de maneira mais rápida e precisa.

Você sabia que o Engemarinha conta com Cursos Preparatórios que já aprovaram mais de 100 alunos nos últimos 3 anos?

Se você deseja conhecer mais detalhes e se tornar um Engenheiro da Marinha, CLIQUE AQUI!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha suas informações de contato e redirecionaremos você para o nosso melhor atendimento.