Como conseguir mais pontos para a prova de títulos nos Concursos da Marinha? Confira!

Todos os pontos são decisivos e importantes em um concurso público, afinal, eles são os responsáveis por garantirem uma melhor colocação e, consequentemente, a aprovação no certame. E uma boa maneira de obter uma melhor pontuação é na prova de títulos.

Apesar de muitos candidatos não darem a devida importância para essa etapa da avaliação, ela pode ser decisiva em muitos certames — como o da Marinha —, e por essa razão, deve ser levada em consideração durante a preparação para um concurso.

Se você deseja saber todos os detalhes sobre a prova de títulos nos concursos públicos da Marinha e, inclusive, como obter mais pontos nesse momento, continue acompanhando este conteúdo, pois apresentaremos todos os detalhes que você precisa conhecer. Continue a leitura e confira!

1. O que é a Prova de Títulos?

A prova de títulos é uma etapa prevista na Constituição Federal e que aparece no edital de diferentes concursos, como no certame para ingresso no Corpo de Engenheiros da Marinha. Além disso, ela tem como objetivo avaliar a formação do candidato.

Em geral, para participar da prova de títulos é preciso ter obtido aprovação nas etapas anteriores do concurso público, como em provas objetivas e dissertativas, teste de aptidão física (TAF) e, até mesmo, na avaliação psicológica e nas demais etapas que estiverem presentes no edital.

É comum que os candidatos tenham dúvidas sobre como os títulos são definidos — afinal, é preciso ter experiência na área ou alguma formação específica? A realidade é que todos os detalhes estão definidos no edital, sendo que nos certames que exigem uma profissão específica (como um concurso para engenheiros) ter a referida formação é um requisito, e não uma opção.

Dessa maneira, a prova de títulos nada mais é do que uma fase do concurso público em que os candidatos que foram aprovados em todas as demais etapas passam por uma verificação de suas qualificações e uma análise de toda a sua vida acadêmica / profissional.

Além disso, é nesse momento que aqueles que têm mais títulos e, portanto, estão mais preparados para o cargo, devem prová-los a fim de melhorar a sua classificação.

2. Como a prova de títulos funciona?

No momento da prova de títulos os candidatos devem entregar todos os documentos que comprovam a sua formação para que seja possível a banca examinadora analisar quais são aqueles que estão dentro dos requisitos do edital e, portanto, somarão pontos na Nota Final dos candidatos.

É válido ressaltar que na prova de títulos não pode ocorrer, em nenhuma hipótese, discriminação entre os candidatos, como atribuir mais pontos a uma pessoa apenas em razão da instituição de ensino em que ela estudou, em detrimento de outra, por exemplo. No mesmo sentido, também não pode ser feita diferenciação entre o mesmo curso realizado de maneira presencial ou a distância.

No concurso da Marinha, além de realizar a entrega dos documentos comprobatórios dos títulos, o candidato ainda deve preencher um formulário relacionando os títulos que apresentou.

Uma precaução que deve ser adotada pelos candidatos é buscar providenciar a documentação que pode ser usada para comprovar os seus títulos logo após o edital do concurso ser publicado, e não somente após o resultado das demais etapas do certame.

Ao se preparar antecipadamente é possível, além de reunir toda a documentação com calma e sem esquecer de nenhum documento que poderia ser utilizado para melhor a classificação, o candidato ainda tem tempo para esclarecer todas as suas dúvidas a respeito dos documentos comprobatórios e sobre os tipos de cursos que são aceitos.

3. Por que o concurso da Marinha exige a Prova de Títulos?

Para valorizar os candidatos com maior experiência no meio acadêmico (com títulos de mestrado ou doutorado, por exemplo) ou no meio profissional (experiência no mercado de trabalho atuando em sua área de formação).

Outro objetivo dessa etapa é analisar se a documentação apresentada é verdadeira. Justamente por essa razão é que a mera entrega dos títulos não garante a obtenção de pontuação. A Marinha deve enviá-los, ainda, para uma Comissão Examinadora designada especialmente com esse objetivo a fim de verificar a pontuação que deve ser atribuída a cada candidato.

Essa referida verificação é fundamental para o bom andamento do concurso e trata-se, inclusive, de uma precaução, uma vez que, quando documentos falsos são apresentados, o candidato é eliminado do certame e ainda sofre com as sanções penais previstas na legislação vigente. É válido ressaltar, ainda, que quando qualquer irregularidade é encontrada nos documentos entregues a nota 0 é atribuída ao título apresentado.

4. Quais títulos são exigidos no concurso da Marinha?

Os títulos exigidos são aqueles que são requisitos para a vaga, como um diploma de ensino superior em Engenharia, no caso de concurso público para ingresso no Corpo de Engenheiros da Marinha. Contudo, outros documentos podem ser apresentados a fim de comprovarem determinadas capacidades e bagagem curricular e atribuir mais pontos ao candidato, são eles, de acordo com o edital da Marinha:

  • diploma de conclusão de curso de pós-graduação “stricto sensu” em nível de doutorado na área da profissão a que concorre, emitido por instituição possuidora de curso recomendado pela CAPES, acompanhado do histórico escolar e da ata de aprovação da tese. Se o candidato não tiver o Diploma, deve ser apresentada declaração com a informação da data de conclusão do curso e o tema da tese, acompanhada dos demais documentos. Essa titulação corresponde a 40 pontos;
  • diploma de conclusão de curso de pós-graduação “stricto sensu” em nível de mestrado na área da profissão a que concorre, emitido por instituição possuidora de curso recomendado pela CAPES, acompanhado do histórico escolar e da ata de aprovação da dissertação. Se o candidato não tiver o Diploma, deve apresentar declaração com a informação da data de conclusão do curso e o tema da dissertação, acompanhada dos demais documentos. Essa titulação corresponde a 30 pontos;
  • certificado ou declaração de conclusão de curso de pós-graduação “lato sensu” em nível de Especialização / MBA, na área da profissão a que concorre, com carga horária mínima de 360 horas e corpo docente formado por, no mínimo, 30% (trinta por cento) de mestres ou doutores, com 10 (dez) pontos por certificado, até o limite de 02 (dois) certificados. Nesse caso, o certificado ou a declaração devem ser emitido por instituição de ensino oficialmente reconhecida e credenciada junto ao MEC para a oferta do referido curso, acompanhado do histórico escolar, contendo, dentre outros dados, o elenco do corpo docente que efetivamente ministrou o curso, com sua respectiva titulação. É preciso, ainda, que o curso tenha credenciamento/reconhecimento acadêmico ou profissional junto aos sistemas oficiais de ensino ou Conselhos 20 24 representativos das especialidades no âmbito nacional. Essa titulação corresponde a 20 pontos;
  • exercício de atividade profissional de nível superior na Administração Pública ou na Iniciativa Privada, em empregos/cargos na profissão a que concorre com 3 pontos por ano, até o total de 10 anos, sem sobreposição de tempos. Essa titulação corresponde a, no máximo, 30 pontos, a depender do período exercido pelo candidato;
  • artigo publicado, como autor, em periódico nacional ou internacional (Qualis A ou B), até o limite de 1 (uma) publicação. Essa titulação corresponde a 4 pontos;
  • Certificado/Diploma de exames de proficiência nos idiomas inglês, espanhol, francês ou alemão a partir do nível intermediário, como Cambridge EnglishPreliminary (PET), Cambridge EnglishFirst (FCE), Cambridge EnglishAdvanced (CAE), Cambridge EnglishProficiency (CPE), IELTS (pontuação mínima 4), TOEFL iBT (pontuação mínima 60), entre outros testes, com 2 pontos por certificado/diploma, devendo estes, necessariamente, atestar proficiência em idiomas distintos, até o limite de 3 (três) certificados/diplomas de exames de proficiência. Essa titulação corresponde a, no máximo, 6 pontos, a depender dos certificados que o candidato tem.

5. Como comprovar os títulos?

Os títulos apresentados a Marinha do Brasil devem ser comprovados por meio de cópias xerográficas autenticadas em cartório dos diplomas e certificados listados no tópico 4. Já para a comprovação de exercício de atividade profissional de nível superior, o candidato pode apresentar, de acordo com o edital da Marinha, os seguintes documentos:

  • cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), devidamente autenticada, acrescida de declaração do empregador que informe o período (com datas de início e fim do vínculo) e a espécie do serviço realizado e a descrição das atividades desenvolvidas, nos casos em que o trabalho foi realizado na iniciativa privada;
  • certidão ou declaração do órgão responsável que informe o período (com datas de início e fim do vínculo) e a espécie do serviço realizado e a descrição das atividades desenvolvidas, nos casos em que o trabalho foi realizado na área pública;
  • os autônomos devem juntar guia da Previdência Social (GPS) e Contrato Social da Empresa devidamente registrado na Junta Comercial (nos casos em que o candidato for o proprietário) ou contrato de prestação de serviços acrescido de declaração que informe o período (com datas de início e fim do vínculo) e o tipo do serviço realizado, ou o Recibo de Pagamento de Autônomo (RPA).

A entrega de toda a documentação comprobatória para concursos da Marinha deve ser realizada no órgão responsável dentro do Distrito Naval que você realizou a prova, no prazo e nos horários estabelecidos em cada edital.

6. Ocorre a eliminação por Títulos em concursos?

Há muitas dúvidas, divergências e equívocos quando se trata dessa etapa do processo, o que costuma deixar algumas pessoas assustadas. A realidade é que não há a eliminação do candidato na prova de títulos, exceto em caso de fraude nos documentos apresentados.

Dessa maneira, a prova de títulos tem apenas caráter classificatório, uma vez que interfere na classificação dos candidatos, e não eliminatório. Logo, todos aqueles que contam com uma boa preparação acadêmica e profissional e que têm documentos que comprovam as suas capacidades não devem ter problemas nessa etapa e devem conseguir uma melhor colocação no certame.

No entanto, aqueles que não têm nenhum título também não serão inteiramente prejudicados, pois não se trata de um motivo para desclassificação.

7. Como conseguir mais pontos para a Prova de Títulos?

Apesar de ter títulos não ser uma exigência e que é uma etapa não-eliminatória, por mais que o candidato tenha estudado, domine o assunto e se sinta seguro para fazer a prova, ninguém conhece os concorrentes, e por isso, o ideal é sempre buscar garantir mais pontos e uma melhor classificação.

No mais, além de ajudar na prova de títulos, ao realizar um dos cursos exigidos em edital o candidato absorve mais conhecimento a respeito de sua área de atuação e acumula mais aprendizado, o que deve ajudá-lo no concurso público.

Dessa maneira, para obter mais títulos é preciso investir em sua carreira profissional e acadêmica, fazendo um mestrado por exemplo. Além disso, é possível conciliar os estudos para concurso com a realização de cursos a fim de garantir pontos extras na prova de títulos.

8. É possível cursar uma pós-graduação para conseguir pontos?

Cursar uma pós-graduação é, sem dúvidas, uma das melhores maneiras de obter pontos na prova de títulos, uma vez que é um curso que proporciona uma boa pontuação (10 pontos no CP-CEM da Marinha).

Uma de suas maiores vantagens é a possibilidade de cursar a pós-graduação de maneira online, que em geral tem duração de alguns meses e certificam o aluno como especialista em uma determinada área, além de contarem com a mesma validade e atribuírem a mesma pontuação na prova de títulos de um curso presencial.

Os alunos da Engemarinha, por exemplo, têm desconto para realizarem pós-graduação EAD em uma instituição de ensino que têm os seus cursos aceitos pela Marinha. A modalidade a distância possibilita que os concurseiros tenham mais flexibilidade de horários, o que ajuda a conciliar o estudo com outras matérias necessárias para alcançar a tão almejada aprovação e obtenham uma maior pontuação na prova de títulos.

Agora que você já sabe o que é a prova de títulos e como essa etapa do certame é realizada pela Marinha do Brasil, busque obter mais certificações a fim melhorar a sua classificação no concurso e lembre-se de separar a documentação que deve ser usada para comprovação dos títulos com antecedência para não perder nenhum prazo.

Se esse post foi útil e você quer mais dicas de preparação para os Concursos Públicos da Marinha do Brasil, siga as nossas páginas nas redes sociais — Instagram, YouTube para Engenheiros e YouTube para outras áreas — e tenha acesso a mais conteúdos como este!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha suas informações de contato e redirecionaremos você para o nosso melhor atendimento.